Processando...
Home

As inovações sustentáveis no mercado de alimentos

O atual cenário econômico incentivou que o mercado de alimentos passasse por algumas mudanças. Com a crise da saúde tivemos alterações nos hábitos de consumo e uma adaptação ao que chamamos de “novo normal”. 

Mas ainda antes do surgimento da pandemia, um outro tema vinha ganhando destaque e ressignificando necessidades: a sustentabilidade. Mais conscientes e informadas, as pessoas buscam pelo seu bem-estar, valorizando produtos orgânicos. 

No setor de alimentos a inovação é essencial, e para atender as necessidades deste público é preciso mudar. Os negócios que atuam no segmento devem integrar as novas demandas e, se for preciso, buscar apoio da tecnologia para trazer novidades e seguir competitivos. 

Assim, separamos alguns exemplos de inovações baseadas na experiência, experimentação e sustentabilidade na indústria alimentícia para inspirar empresas do setor a aderirem. Partiu conferir? Siga a leitura! 

 

Vodka natural 

Fonte: Time

A startup Air Co. desenvolveu uma vodka com sabores naturais, sem glúten, sem açúcar, sem carboidratos e impurezas, simplesmente com a mistura de água e dióxido de carbono, em um processo que transforma o CO² em álcool etílico. Além do mais, a bebida é negativa em carbono, removendo cerca de meio quilo de dióxido de carbono na atmosfera. 

 

Substituto sustentável 

Fonte: Time

A carne de porco é a proteína mais consumida na alimentação humana. No entanto, sua produção envolve uma série de questões ambientais. A Impossible Foods, tem uma alternativa para resolver esses problemas, apresentando o Impossible Pork. O produto é feito de soja e tem o mesmo sabor da carne suína. Seu lançamento ainda está em andamento. 

 

Novos tipos de farinha 

Fonte: Google Imagens 

As farinhas produzidas com ingredientes não convencionais, como as farinhas de banana, couve-flor e mandioca, são utilizadas nas dietas sem glúten. Muitas farinhas estão entrando no mercado, tornando-o mais inclusivo e mais prático. 

 

Alimentos a base de plantas 

Fonte: Pexels 

Marcas mais modernas estão diminuindo o uso de soja e substituindo por misturas como feijão mungo, cânhamo, abóbora, abacate, semente de melancia e clorela dourada. Ao passo que o movimento à base de plantas cresce, as marcas buscam evitar o uso de ingredientes alergênicos.

 

Agricultura regenerativa

 

Fonte: Pexels 

Técnicas que trazem benefícios ambientais a longo prazo, como a agricultura regenerativa, estão em alta. A prática se fundamenta no manejo da terra e dos animais para otimizar a saúde do solo e reverter os efeitos negativos na natureza. 

Com base nos exemplos apresentados, vimos como o conceito de sustentabilidade e bem-estar está cada vez mais interligado, reforçando a preocupação dos consumidores com a sua saúde e causas ambientais. 

Dessa forma, a junção de novas tecnologias e apoio a causas ambientais, se torna uma oportunidade para empresas que buscam se firmar no setor e conquistar a fidelização dos clientes. 

Está precisando de ajuda? A Órbita pode orientar seu negócio no processo de inovação! É só falar com a gente. Aproveite também para conferir as novidades na área do design e saúde e bem-estar

RECEBA
O CONTEÚDO
ESPACIAL QUE
PREPARAMOS
PARA VOCÊ.
Cadastre aqui seu e-mail
para receber as news.

NOSSAS COORDENADAS:

+55 51 99252 5042
Porto Alegre - RS - Brasil
criacao@agenciaorbita.com.br