Processando...
Home

Branding, Identidade Visual e Marca são sinônimos?

Certamente você já deve ter se perguntado se branding, identidade visual e marca se referem a mesma coisa. No mundo criativo, existem conflitos em relação à aplicação dos termos, algumas pessoas por não terem entendimento acabam usando de maneira equivocada. 

Mas a verdade é que branding, identidade visual e marca são coisas diferentes ainda que são parecidos. Desse modo, neste conteúdo vamos apresentar a diferença de cada uma. Continue a leitura para conferir. 

 

Branding 

O branding é a gestão e o posicionamento estratégico da marca, sendo um conjunto de ações para a concepção de valores e conhecimentos planejados para o público-alvo. Tudo é executado por ações de branding, fazendo-o ser um processo que ajuda a fidelizar e atrair novos clientes. 

O branding tem um valor importante na etapa de construção de marca diante o público e o mercado, para isto usa dos elementos de identidade visual alinhados às estratégias de comunicação da marca. 

 

Exemplo de branding 

Nubank

Quem nunca viu alguém com o seu “roxinho” na hora de pagar alguma compra? Devido a sua comunicação inovadora, o Nubank trouxe um upgrade a um mercado “envelhecido”. A fintech brasileira utilizou o branding a seu favor e modernizou o setor financeiro de cartões de crédito e conta digital. 

Com uma linguagem jovem, descomplicada e sempre ligada ao roxo, o Nubank se transformou em um grande exemplo de branding. 

 

Identidade Visual 

A identidade visual é um grupo de elementos visuais que representam uma empresa, um produto e um serviço. Entre esses elementos são comuns encontrar paletas de cores, tipografia, padrões, texturas, ícones e outros. 

No meio desses elementos temos o logo, que é a assinatura visual da empresa. Com base neste componente que todos os outros tomam forma. Isso significa que os outros elementos de um projeto de identidade visual agem como coadjuvantes da marca com a intenção de potencializá-la e fixá-la na mente do público. 

 

Exemplo de identidade visual 

Coffeecell

A construção da identidade visual da marca surgiu através de uma associação pouco incomum: proteja as suas células. Isso se relaciona à tese científica de que a cafeína contagia positivamente as células do sistema cardiovascular. Os elementos visuais são com base em camuflagem, feita nas cores vermelho, azul, verde, amarelo, cáqui e preto. 

 

Fonte: Behance

 

Fonte: Behance

 

Marca

A definição de marca pode depender da área e pensamento de cada um, pois, para um designer ele definirá como um símbolo gráfico visual que representa algo, com o dever de identificá-la e diferenciá-la imediatamente. Para um publicitário, será descrito como um conjunto de valores, percepções e experiências que ela passa ao público. 

As duas definições estão certas e ambas se complementam, porque não é suficiente somente criar um símbolo gráfico e esperar que ela seja automaticamente reconhecida. É necessário todo um trabalho por trás para que aquele símbolo gráfico transmita bons valores e percepções ao mercado e ao público. Por esse motivo é comum vermos a utilização do termo “marca gráfica” quando se relaciona ao símbolo gráfico.

 

Exemplo de marca 

Nike

O logotipo da empresa se chama Swoosh. Criado em 1971, pela designer Carolyn Davidson, que recebeu apenas 35 dólares pelo serviço. Embora pareça um sinal de “correto”, o símbolo é a representação da asa na estátua da deusa grega da Vitória, de quem o nome é Nike. Desde os anos 90, a marca usa somente o “swoosh” sem o nome da marca grafado no logo. 

 

 

Agora que você já sabe a diferença entre branding, identidade visual e marca, partiu planejar a comunicação da sua empresa? Conte com a Órbita para isso! No nosso site, você pode conferir alguns cases com as nossas entregas.

RECEBA
O CONTEÚDO
ESPACIAL QUE
PREPARAMOS
PARA VOCÊ.
Cadastre aqui seu e-mail
para receber as news.

NOSSAS COORDENADAS:

+55 51 99252 5042
Porto Alegre - RS - Brasil
criacao@agenciaorbita.com.br