Processando...
Home

Como a LGPD impacta o marketing digital?

Depois de muitas idas e vindas, finalmente a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados - Lei nº 13.709/2018) entrou em vigor no Brasil. Foram quase 10 anos de debates entre Congresso Nacional e sociedade, ocorrendo 2 anos de prazo para as pessoas se adequarem à nova legislação. 

O objetivo da LGPD é proteger os dados pessoais (nome, endereço, e-mail, números de documentos, dados de cadastro e telefones), visando preservar as informações de pessoas físicas. Com a nova lei, qualquer pessoa, titular dos dados pessoais, poderá interrogar empresas privadas ou públicas sobre como é realizado o tratamento da sua informação pessoal. 

Mas de que forma a nova legislação brasileira causa efeitos no marketing digital? É sobre isso que vamos tratar neste conteúdo. Confira! 

 

Conexão da LGPD e o marketing digital 

A LGPD e o marketing digital tem muita ligação. Tecnologias como Business Intelligence e Big Data fazem com que o uso de dados para segmentações seja necessário para as análises e estratégias do digital. 

O modo como as empresas no geral faziam uso das informações pessoais como troca para que as pessoas tivessem alcance a certos produtos e serviços, incentivou que a lei fosse criada. Até então não existiam limites ou boas práticas para monitorar essa conduta no digital. 

Por exemplo, agora com a nova lei, as campanhas de marketing digital com anúncios segmentados, que do mesmo modo aplicam dados pessoais e de interesse das pessoas, também deverão ser revisadas sob a responsabilidade da LGPD. 

 

Como se adaptar a nova legislação 

Para se regular a LGPD, as empresas tiveram que passar por algumas mudanças. Conheça as principais: 

 

Coletas de dados 

Esse é o principal efeito da nova lei no que se refere à coleta e uso de dados para segmentar anúncios. Contudo, não quer dizer que não poderá ser feito para alcançar alguns públicos, pois a LGPD não proíbe o uso de informações para ações comerciais, somente pressupõe um controle maior das pessoas. Para ficar adequado à lei, os negócios devem trabalhar com mais transparência e alcançar o consentimento dos usuários com os termos de uso. 

 

Privacidade 

Tópico importante da lei relacionado a violação da privacidade de dados. Após o escândalo do Facebook e a empresa Cambridge Analytica, ocorreram discussões sobre o uso de informações, acarretando nas pessoas preocupações sobre a privacidade delas. Conforme a LGPD se tornará importante que o armazenamento seja tratado com cuidado, principalmente em plataformas de gerenciamento de dados. 

 

Profissional especializado 

As empresas deverão ter um profissional responsável na proteção desses dados. Essa pessoa cumprirá três funções: controlador, operador e encarregado. Controlador a quem pertence as decisões relativas ao tratamento de dados pessoais; o operador que é responsável em executar o tratamento de dados sob orientações do controlador e o encarregado que atua como conexão entre os titulares de dados, o controlador e a Autoridade Nacional de Dados. 

 

A LGPD não vem para impedir as estratégias de marketing digital, mas para controlar o uso de dados pessoais como modo de assegurar a integridade dos usuários. Se você está à procura de uma agência para te ajudar no marketing digital, a Órbita pode te ajudar a alcançar resultados através de nossas metodologias. Entre em contato agora mesmo. 

RECEBA
O CONTEÚDO
ESPACIAL QUE
PREPARAMOS
PARA VOCÊ.
Cadastre aqui seu e-mail
para receber as news.

NOSSAS COORDENADAS:

+55 51 99252 5042
Porto Alegre - RS - Brasil
criacao@agenciaorbita.com.br