Processando...
Home

O e-mail marketing morreu? Descubra a eficiência do seu uso

Se você acha que a utilização de e-mail nas suas estratégias de marketing digital é perda de tempo, este conteúdo é para você. Mesmo que o assunto seja muito discutido no mercado, dado que muito se fala da “morte” do e-mail e que ele seria sucedido pelas mídias sociais

Contudo, estudos mostram o contrário sobre a utilização de e-mails nas ações digitais. O alto número de usuários ativos e outros dados comprovam que a estratégia de e-mail não é passado e ainda é muito relevante para as empresas

E por que fazer e-mail marketing? Quais as métricas que eu devo acompanhar? E quais os tipos de e-mails? É sobre isso que vamos falar! Continue a leitura! 

 

Por que fazer e-mail marketing? 

O e-mail é uma forma prática de alcançar diretamente milhares de potenciais clientes, com um custo baixo em comparação com anúncios no Google e mídias sociais. Com uma boa campanha de e-mail marketing, você pode ter a atenção exclusiva do lead. No momento que a mensagem é aberta, ela abrange todo o espaço do dispositivo, enquanto anúncios geralmente ocupam o caminho que o cliente procura que é o conteúdo

 

Métricas de e-mail marketing 

A seguir, separamos alguns dos principais indicadores de e-mail marketing para você mensurar se as suas estratégias estão de fato funcionando. Veja a seguir: 

 

Taxa de cliques (CTR)

A taxa de cliques (ou ‘click-through rate’) é o indicador que mostra quantos e-mails obtiveram cliques em seus links internos comparados a quantidade de e-mails entregues na campanha. 

 

Taxa de abertura

A taxa de abertura está relacionada à quantidade de e-mails que foram abertos em comparação ao número de pessoas que receberam a campanha. Não é uma métrica muito confiável, porque os servidores de e-mail consideram qualquer mensagem aberta somente quando autoriza a exibição de imagens. 

Entretanto, é um indicador muito utilizado para observar a utilidade das campanhas, como testes A/B, assim como descobrir os melhores horários para disparo. 

 

Taxa de conversão 

A taxa de conversão é uma das principais métricas para compreender o comportamento dos leads. Está relacionada à quantidade de pessoas que abriram o e-mail, clicaram no link e foram direcionadas para uma página e concluíram a ação proposta pela estratégia.

 

Taxa de compartilhamento

Corresponde ao número de leads que clicaram em botões de compartilhamento nas mídias sociais ou encaminharam o e-mail para seus contatos. 

 

ROI (Retorno Sobre Investimento)

O ROI representa a taxa de retorno alcançada pelo investimento em marketing. Pode ser calculada para cada ação ou em um cenário mais geral. 

 

Taxa de descadastramento 

Quando um lead decide não receber mais seus e-mails, de modo geral os motivos estão relacionados a baixa frequência de envios ou a baixa qualidade nos conteúdos. Se essa taxa for alta (mais de 1%), é hora de repensar as suas estratégias. Além disso, marcações em spam também devem ser monitoradas, pois, se ultrapassar de 0,1% podem afetar a sua reputação nos servidores. 

 

Taxa de rejeição

A taxa de rejeição (ou ‘bounce rate’) mostra o número de e-mails que não chegaram ao destinatário final. São dois tipos de rejeição, sendo o soft bounce que é aquela rejeição que acontece porque a caixa de entrada está lotada e os servidores ocupados. Já o hard bounce é uma rejeição causada porque o endereço de e-mail do lead foi inserido errado ou a conta do usuário foi desativada. 

 

Tipos de e-mail marketing 

Existem diversos tipos de e-mail marketing, mas aqui listamos quatro exemplos. Confira:

 

E-mail transacional

É o mais comum utilizado, pois, ele está ligado a uma transação entre marca e cliente. Por exemplo, quando você realiza uma compra pela internet, você recebe e-mails de pagamento, reserva, envio e aprovação. 

 

Newsletter

A newsletter é o tipo de e-mail mais comum em uma estratégia de inbound marketing. Usado para nutrir leads, esse modelo compartilha conteúdo relevante que informa o público, sendo muito importante nas ações de funil de vendas. Muito importante considerar a jornada de compra deste consumidor, criando fluxos conforme o comportamento de cada cliente. 

 

E-mails promocionais

Talvez um dos tipos de e-mails mais conhecidos, tem o objetivo de gerar mais vendas para a empresa. Entretanto, ele tem o seu momento para ser enviado e quando isso acontecer deve manter a segmentação, encaminhando ofertas que interessam as personas.

 

Pesquisas de opinião

São ótimas fontes de informação e com o atrativo certo, também podem chamar atenção do lead em participar da pesquisa. Utilize os resultados para desenvolver novas estratégias e sempre ofereça algum brinde ao cliente pela sua participação. 

Agora que você conhece um pouco mais sobre o e-mail marketing, que tal desenhar a estratégia de inbound marketing para a sua empresa? É só entrar em contato conosco. Ah! Aproveite e se inscreva na nossa newsletter e fique por dentro das novidades da Órbita. 

RECEBA
O CONTEÚDO
ESPACIAL QUE
PREPARAMOS
PARA VOCÊ.
Cadastre aqui seu e-mail
para receber as news.

NOSSAS COORDENADAS:

+55 51 99252 5042
Porto Alegre - RS - Brasil
criacao@agenciaorbita.com.br