Processando...
Home

Como evitar a sobreposição dos públicos no Facebook Ads

A sobreposição dos públicos no Facebook Ads é um erro muito comum feito por anunciantes que pode trazer impactos negativos para as campanhas. Quando ocorre este erro, o seu orçamento é direcionado de maneira pouco saudável, comprometendo o bom desempenho dos anúncios e concorrendo com você mesmo.

Este erro é algo simples de evitar, mas muitos anunciantes ainda cometem esse equívoco. Sendo assim, neste conteúdo vamos apresentar o que é a sobreposição dos públicos e como evitar este descuido. Boa leitura! 

 

O que é a sobreposição de públicos no Facebook Ads?

De maneira objetiva, a sobreposição de públicos no Facebook Ads é quando o anunciante cria dois públicos para o anúncio (pensando que são diferentes), mas no fim das contas são segmentações muito semelhantes. Isso significa que o anunciante está gerando dois anúncios diferentes, mas entrando no leilão e concorrendo consigo mesmo. 

Deste jeito estará desperdiçando verba ao distribuir o anúncio para uma mesma pessoa duas vezes. Para ficar mais simples de compreender, imagine que você tem dois públicos, no qual usa em dois conjuntos de anúncios diferentes em uma campanha de remarketing:

(A) Envolvimento com a página do Facebook nos últimos 30 dias

(B) Visitantes do site nos últimos 30 dias

É bem possível que uma porcentagem do público seja comum nas duas audiências, isto é, não só interagiram com os posts como também visitam o site nos últimos 30 dias. No Facebook, tem uma ajuda bacana explicando quais critérios são utilizados, e a maneira que eles fazem para que a sua campanha não concorra com você mesmo, reduzindo seu CTR e encarecendo a campanha. 

 

De que maneira evitar a sobreposição de públicos no Facebook Ads? 

A forma mais simples de evitar a sobreposição de públicos em diferentes conjuntos de anúncios é usando a exclusão de públicos. Mas fique atento! A exclusão precisa ser realizada numa ordem de maior para o menor público, isso significa não ser aconselhado excluir do conjunto de anúncios um público maior do que o público selecionado. 

Assim, para entender, na prática, seria mais ou menos assim:

• Conjunto de anúncios A: segmentação 1

• Conjunto de anúncios B: segmentação 2 (deletando a segmentação 1)

• Conjunto de anúncios C: segmentação 3 (deletando as segmentações 1 e 2)

• Conjunto de anúncios D: segmentação 4 (deletando as segmentações 1, 2 e 3)

 

No momento de criar as audiências é fácil ficar deslumbrado com o potencial que está à disposição para alcançar todo e qualquer tipo de pessoas. Junto a isso vem a missão de elaborar uma estratégia bem definida e preparada para este tipo de ajuste que será sempre necessário para atingir os melhores resultados nos anúncios.

Antes de usar nos conjuntos de anúncios, o melhor é sempre verificar as audiências, ou seja, verificar primeiro a sobreposição e depois, durante o processo de criação da campanha, realizar as devidas exclusões. 

Vale ressaltar, que a configuração das exclusões pode não fazer sentido em alguns casos. Por exemplo, a exclusão de interesses, pois, geralmente para públicos frios as audiências são grandes o suficiente para o problema da sobreposição não ser significativo.

Gostou do conteúdo? Continue acompanhando as novidades do nosso blog

RECEBA
O CONTEÚDO
ESPACIAL QUE
PREPARAMOS
PARA VOCÊ.
Cadastre aqui seu e-mail
para receber as news.

NOSSAS COORDENADAS:

+55 51 99252 5042
Porto Alegre - RS - Brasil
criacao@agenciaorbita.com.br